Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 12.11.15

 

No passado sábado, a nossa equipa de Basquetebol defrontou o CAB Madeira em casa, obtendo uma vitória relativamente tranquila por 80-54. Ao intervalo, já ia vencendo por 31-19.


Foi uma vitória categórica da melhor equipa em campo e que - finalmente - fez uma rotação mais alargada que o habitual. A defesa foi bastante agressiva, sendo de destacar os 8 desarmes de lançamento efetuados pelos nossos jogadores, onde Cláudio Fonseca se notabilizou com 5. Dominámos também o jogo ao nível dos ressaltos.


O melhor em campo foi Wilson, que fez 18 pontos e 10 ressaltos.


Os pontos foram apontados por: Wilson (18), Carlos Andrade (14), Cláudio Fonseca (10), Cook (7), Loncovic (7),  Radic (6), Carlos Ferreirinho (5),  Tomás Barroso (5), Diogo Gameiro (4), Mário Fernandes (2) e Nuno Oliveira (2).

 

 

Na terça-feira defrontámos o Giant Antwerp na Bélgica em jogo a contar para a FIBA Europe Cup, e fomos derrotados por 84-76. Num jogo equilibrado, acabámos por perder para uma equipa que compete num nível mais elevado que o nosso internamente e que dispõe de 6 americanos. A maior diferença foi o jogo interior, onde eles marcaram 56 pontos e nós apenas 22. Para além disso, voltámos a estar muito mal na linha de lance livre com 56% de eficácia - 10 em 18 -, já o nosso adversário teve 100% - 10 em 10.


A nossa maior arma acabou por ser o jogo exterior. Cook esteve em destaque, terminando a partida com 28 pontos e é neste momento o 2º melhor marcador da competição. Destaque ainda para a exibição de Wilson, que terminou com 23 pontos e 13 ressaltos.


As contas do grupo para o nosso apuramento estão mais complicadas, mas continuamos a depender apenas de nós e é possível o apuramento.


Os pontos foram apontados por: Cook (28), Wilson (22), Radic (10), Carlos Andrade (8), Mário Fernandes (3), Tomás Barroso (3) e João Soares (2).

 

Sábado, jogamos nos Açores frente ao Lusitânia, às 16h.


 

 

Em Futsal, recebemos e batemos na sexta- feira o Olivais por 3-1, num jogo que esteve sempre controlado pelo Benfica, embora a exibição não tenha sido ao nível do que esta equipa já nos habituou. Ao intervalo já íamos vencendo por 2-0, com golos de Henmi e de Fábio Cecílio.


No recomeço da partida o Benfica fez o 3-0 por Patias, colocando um ponto final na partida e começando a gerir o jogo com vista à participação na Ronda de Elite da UEFA Cup. O Olivais ainda reduziu mas nunca a nossa vitória esteve em causa.
Destaque para a boa exibição de Fábio Cecílio.

 

 

Na terça-feira começámos a nossa participação na Ronda de Elite da UEFA Cup. O começo foi o melhor, com uma vitória por 0-3 frente ao Ekonomac.

 

Após uma 1ª parte equilibrada, mas com o Benfica por cima, chegámos ao intervalo com 0-0 no marcador, com destaque para a exibição do guarda-redes adversário. No reatar do jogo fizemos o 0-1 por Fernado. Minutos depois Bruno Coelho fez o 0-2, tendo Patias feito o 0-3 e fechado o marcador. Boa vitória e obrigação cumprida.

 


Ontem, defrontámos o Slov -Matic e fomos derrotados por 5-4. Num mau jogo da nossa parte, nunca nos encontrámos, faltando agressividade sem bola e qualidade com bola. Perdemos, e perdemos bem. Há muita coisa a corrigir para na sexta-feira sermos capazes de nos apurar para a fase final.


Falando concretamente do jogo, entrámos a vencer com um golo de Alan Brandi, mas depois permitimos a reviravolta no marcador. Ainda antes do final da 1ª parte, empatámos a 2, através de Fernando. Na 2ª parte fomos falhando golos, o adversário foi ganhando confiança e a 5 minutos do fim numa bola parada fizeram o 3-2. O Benfica arriscou e sofreu mais 2 golos quando estávamos a jogar em 5x4 procurando o empate. A cerca de 1 minuto do fim, reduzimos para 5-3 por Patias, tendo Bruno Coelho reduzido ainda para 5-4 a 3 segundos do fim.

 

Resultado inesperado e muito mau, complicando as contas para o apuramento. Para sermos apurados na sexta-feira temos de vencer por 2 ou mais golos de diferença. Se apenas vencermos por 1 golo, temos que esperar que o Slov-Matic não vença o seu jogo.

 

Sexta-feira, defrontamos o Lokomotiv, às 14h30.


 

Em Hóquei em Patins, a nossa equipa deslocou-se a França no sábado para defrontar o Merignac em jogo da Liga Europeia.  Vencemos por 2-5, num jogo em que na 1ª parte estivemos a perder durante alguns minutos. Miguel Rocha fez a igualdade e João Rodrigues o 1-2 ainda antes do intervalo. No reatar da partida fizemos o 1-3 por Nicolia e o 1-4 por Torra. A cerca de 6 minutos do fim o Merignac reduziu para 2-4, mas o Benfica reagiu rapidamente e fez o 2-5 por Torra.


Destaque para a presença massiva de adeptos do Benfica, mostrando novamente que onde quer que o Benfica jogue atrai uma enorme falange de apoio.

 

 

Ontem, tivemos a tradicional difícil deslocação a Torres Vedras, onde defrontámos a Física. Vencemos por 3-6, mas não se pense que foi fácil, pois o jogo só na parte final é que se desequilibrou, muito devido à melhor qualidade individual dos nossos jogadores. 

 

Num pavilhão pequeno e com as medidas mínimas para a prática do Hóquei em Patins, o Benfica fez o 0-1 por João Rodrigues com Nicolia na jogada, mas permitiu o empate da Física ainda antes do intervalo. No reatar do jogo a Física fez o 2-1, tendo o Benfica empatado por Nicolia. Numa desatenção colectiva, permitimos o 3-2 poucos minutos depois. A cerca de 6 minutos do fim do jogo a passe de Nicolia, Adroher fez o 3-3, tendo no minuto seguinte Diogo Rafael na recarga a uma grande penalidade falhada por Nicolia feito o 3-4. Antes do final da partida, Nicolia na cobrança de um livre direto ainda fez o 3-5 e Diogo Rafael fez o 3-6, colocando um ponto final na partida.


Destaque para a exibição do guarda-redes da Física, que fez uma exibição sublime, impedindo o Benfica de vencer enquanto foi humanamente possível.


Como ponto positivo uma vez mais Nicolia. Joga, faz jogar, marca, dá a marcar. É, efectivamente, um jogador fabuloso e de outra galáxia.


Como ponto menos positivo uma vez mais as bolas paradas. O Benfica contratou para esta época Torra e Adroher, especialistas em grandes penalidades e livres diretos respectivamente, mas teimamos em continuar a ter apenas o Nicolia como marcador. É necessário mudar-se isto. Nada tenho contra ser Nicolia a marcar bolas paradas, é um génio e como tal também é capaz de marcar, mas que se varie de vez em quando. Ontem falhámos uma grande penalidade  - que na recarga deu golo porque o Diogo é rapidíssimo - e 1 livre direto que podiam ter permitido uma vitória muito mais tranquila.

 

Sábado, recebemos o Candelária, às 16h.


 

Em Voleibol recebemos e batemos o Vitória de Guimarães por uns claros 3-0, num jogo fácil da nossa equipa. Os parciais foram de 25-17, 25-13 e 25-13.


O destaque do jogo vai para Danilo Gelinski, que no 2º set serviu por 11 vezes consecutivas, algo extremamente raro e invulgar.


Correndo o risco de me estar a repetir, é assombrosa a qualidade de jogo da nossa equipa. Equipa essa que foi reconstruída para esta temporada e os reforços estão a ser capazes de fazer esquecer os nossos heróis da época passada. Esta secção está de parabéns!

 

Sábado, recebemos o Caldas, às 18h.


 

Destaque ainda para o derby em Andebol às 18h30 de sábado, no Pavilhão Municipal da Torre da Marinha.

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D