Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não foi por acaso que a nossa equipa melhorou quando Rui Vitória colocou Pizzi na ala direita - a jogar a 8 num meio-campo a 2 é muito sofrível. A partir desse momento, o nosso jogo ganhou muitas coisas, a ponto de se considerar que o médio português é um dos jogadores mais importantes na nossa equipa. Os seus movimentos interiores, a sua procura pelos espaços entre linhas e as linhas de passe que dá, causam enormes dificuldades aos adversários, pois ganhamos mais um jogador no corredor central e o lateral contrário não sabe que fazer. Como normalmente as permutas nas equipas adversárias não estão bem consolidadas perante isto, estes movimentos têm sido um enorme factor de desequilíbrio a nosso favor. Um lance que comprova isso, é o do segundo golo do Benfica contra o Tondela, onde Pizzi tem uma acção preponderante. Apesar de não ter estado tão bem nos últimos jogos como nos primeiros dois meses de 2016, não é de estranhar que Rui Vitória não abdique da titularidade do número 21 do Benfica naquela posição.

 

 

Ps: Aproveito para dizer que não sei se consigo acabar a análise do jogo contra o Tondela até amanhã, mas no máximo, quinta-feira já estará por cá. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D