Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Futsal 2015/16

por Miguel Martins, em 26.07.15

C__Data_Users_DefApps_AppData_INTERNETEXPLORER_Tem

 

Após uma fantástica época a nível nacional, onde conquistou a dobradinha com apenas uma derrota em toda a temporada, os comandados de Joel Rocha partem para esta época com o objectivo de tentar pelo menos fazer igual à época passada.

 

E fazer melhor, é ganhar tudo internamente. Para além da defesa do título de campeão e da Taça de Portugal, pede-se a conquista da Supertaça e da Taça da Liga. Tentar também fazer uma surpresa na Uefa Futsal Cup, apesar do elevado nível dos opositores. A Taça da Liga é a nova prova que se vai disputar, nela estarão os 8 primeiros classificados da 1ª volta do campeonato.

 

Do plantel campeão, saíram os pouco utilizados Pablito, Xande, Mancuso e Vítor Hugo (um guerreiro e um exemplo para toda a gente). Mantiveram-se Juanjo, Bebé, Cristiano, o Capitão Gonçalo Alves, Chaguinha, Jefferson (conta como formado localmente apesar de ser brasileiro), Bruno Coelho, Bruno Pinto, Rafael Henmi, Ré, Alan Brandi e Patias.

 

A estes, foram acrescentados 4 reforços. O fixo Fábio Cecílio que vem do Sporting de Braga, que foi um dos melhores valores do campeonato passado e vem para uma posição em que estávamos claramente carenciados. O ala Mário Freitas oriundo do Fundão, e que para além de toda a valia técnica que tem é também um velho conhecido do nosso treinador Joel Rocha. O jovem Tiaguinho, um universal oriundo da nossa formação e que é visto como uma das maiores promessas nacionais (tem 17 anos). O último reforço foi o internacional argentino Fernando Wilhelm, um universal que chega a Portugal com um grande cartel.

 

O Benfica foi capaz de formar um grande plantel, superior ao da época passada e por isso mesmo tem todas as condições para voltar a vencer.

 

Esta época, para além da nova competição (Taça da Liga), temos também alterações ao nível de regulamentos. Em cada partida é obrigatória a presença de 8 atletas formados localmente nos 13 convocados sendo que isso implica que apenas possam ser utilizados 5 estrangeiros em cada partida. O Benfica tem 6, Juanjo, Chaguinha, Henmi, Alan Brandi, Patias e o reforço Fernando Wilhelm, e por isso em cada partida a nível nacional um deles ficará de fora. Na Uefa Futsal Cup podem ser utilizados os 6.

 

Porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

 

Decorreu no dia de ontem em Oliveira de Azeméis a 4.ª Gala Nacional do futsal. Como seria de esperar, e depois da brilhante época do Sport Lisboa e Benfica no futsal masculino, a equipa arrecadou 3 dos 5 prémios individuais que estavam em disputa.

 

O vencedor do prémio de melhor guarda-redes do campeonato, foi naturalmente o titular do Benfica, o internacional espanhol Juanjo. Prémio mais que justo, para um dos jogadores que mais diferença fez durante a época. Ter um grande guarda-redes é meio caminho andado para o sucesso, e Juanjo foi uma autêntica parede na baliza do Benfica, aparecendo sempre a fazer a diferença a favor da nossa equipa. É muito provavelmente o melhor guarda-redes que algum dia jogou em Portugal.

 

O melhor jogador do campeonato foi Chaguinha, jogador que fez a primeira época ao serviço do Benfica. Prémio também justo para este pequeno grande craque, que deslumbrou os amantes do futsal por esses pavilhões fora. Muito forte a defender e a atacar, uma capacidade de drible fortíssima, e uma inteligência muito acima da média. Um jogador à Benfica, que deixa tudo em campo e de quem os adeptos muito gostam.

 

Depois de ganhar o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal, o melhor treinador só podia ser Joel Rocha, treinador do Benfica. Chegou este ano ao clube, vindo do Fundão, e revolucionou completamente esta equipa que andava em baixo nos últimos tempos. Foi um prazer ver jogar esta equipa, sem muitos nomes de renome conseguiu construir um colectivo quase imbatível, só perdendo um jogo durante a época, jogo esse na final do campeonato. É um treinador muito exigente, com um discurso que dá prazer escutar e que sabe muito da modalidade. Conseguiu extrair o melhor de cada jogador, colocando alguns jogadores a jogar como nunca, e mais que tudo, a trabalharem para um colectivo. Vejo nele um exemplo para todos os treinadores das diversas modalidades do Benfica, um treinador à Benfica. É, assim como Chaguinha e Juanjo, alvo de constantes elogios de todos os adeptos do Benfica, e muito justamente, diga-se.

 

Os outros dois prémios foram para Nandinho do Boavista que venceu o prémio de melhor marcador, enquanto que Tiago Brito do Braga foi eleito o jogador revelação do campeonato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22


Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D