Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Fim de semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 24.09.15

 

No jogo da 3ª jornada, a equipa de futsal do Benfica teve uma sempre difícil deslocação ao Fundão, onde defrontou a equipa local. Num jogo renhido, mas sempre com a ideia de estar controlado, vencemos por 1-3.

 

Com uma entrada muito forte, o Benfica desde cedo controlou o jogo, chegando à vantagem por intermédio de Ré, depois de uma boa jogada de Fernando. Pouco depois, o Fundão igualou, após uma perda de bola de Fábio Cecílio que permitiu ao jogador do Fundão aparecer completamente isolado frente a Juanjo. Ainda no decorrer da 1ª parte, o Benfica fez o 1-2 por intermédio de Fernando, com assistência de Ré.


Na 2ª parte, destaque para a exibição de Juanjo que segurou a vantagem, parando diversos remates perigosos da equipa adversária. Já com o Fundão a jogar em 5x4, o Benfica fez o 1-3 por Patias, após passe de Bruno Coelho. 

 

Vitória da melhor equipa num dos terrenos mais complicados do campeonato.


Sábado, defrontamos na Luz o CS São João, pelas 16h.

 




A equipa de basquetebol estreou-se em jogos oficiais com uma jornada dupla frente à Oliveirense para o Troféu António Pratas. O primeiro jogo foi na sexta-feira em Oliveira de Azeméis, onde vencemos por 68-77. Uma vitória tranquila da melhor equipa, embora ainda sem Cook, ausente por doença tal como o nosso técnico Carlos Lisboa.


Ao intervalo já íamos vencendo por 38-42, sendo que na 2ª parte alargámos a vantagem fruto da inspiração de Nuno Oliveira e Carlos Andrade. Os dois melhores jogadores em campo.


Os pontos foram marcados por: Carlos Andrade (19), Nuno Oliveira (15), Mário Fernandes (11), J. Wilson (8), João Soares (7), Marko Loncovic (6), Frederick Gentry (6), Tomás Barroso (3) e Diogo Gameiro (2).

 

 

No Domingo, o duelo voltou-se a repetir, desta vez em casa e já com Cook em campo. O Benfica voltou a vencer, desta vez por 71-64.


Num jogo com 2 partes distintas, a nossa equipa desde cedo controlou o jogo, chegando ao intervalo a vencer por 44-33. Na 2ª parte, fruto de uma reação da Oliveirense e de algum desacerto da nossa parte, o jogo equilibrou. Através de um forcing final, voltámos a descolar, vencendo o jogo com toda a naturalidade.


Destaque para a boa exibição de Carlos Andrade que para além dos pontos que marcou, defendeu extremamente bem.


Os pontos foram marcados por: C. Andrade (14), M. Loncovic (14), F. Gentry (11), D. Cook (10), T. Barroso (6), M. Fernandes (6), N. Oliveira (5), J. Wilson (4), C. Fonseca (1).


Sobre os reforços - embora ainda seja cedo para retirar grandes conclusões - já deu para ver que Cook é um atirador e que passará muito por aí o jogo do Benfica. Nuno Oliveira é um jogador com grande capacidade de penetração e forte no tiro exterior e que tanto Loncovic como J. Wilson se sentem muito bem próximos do cesto.


No próximo sábado temos um clássico, com o Benfica a defrontar o FC Porto às 21h, no Complexo Desportivo Municipal de São Pedro do Sul.

 




Em andebol, o Benfica teve um jogo tranquilo na Luz frente ao Avanca, onde a vitória nunca esteve em causa. Vencemos por 30-19 e ao intervalo já íamos liderando o marcador por 13-10.


Destaque para mais uma bela exibição do Belone Moreira que é definitivamente o reforço desta temporada. Grande jogador.


Os golos foram apontados por: Belone Moreira (7), Paulo Moreno (6), Davide Carvalho (5), Elledy Semedo (5), Uelington da Silva (2), João Pais (2), Javier Borragán (1), Tiago Ferro (1) e Tiago Pereira (1).

 

Sábado, às 18h30, defrontamos fora o Passos Manuel.

 




Destaque ainda neste fim-de-semana para a abertura oficial da época em Hóquei em Patins, com a disputa da Supertaça. Vão defrontar-se o Benfica, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, e o finalista vencido da Taça de Portugal, o Sporting. Independentemente de tudo, é para ganhar, algo que esta secção tanto tem feito no seu passado recente. Depois de uma pré-época recheada de jogos e condicionada por algumas lesões, é importante vencer o primeiro troféu oficial da época e não repetir o erro do ano passado.

 

O jogo será no domingo às 18h, em Aljustrel, no Pavilhão Municipal de Desportos Armindo Peneque.

 

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45

Semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 17.09.15

 

A semana das modalidades começou da melhor forma no sábado, quando a equipa de futsal do Benfica recebeu e venceu uma aguerrida e bem trabalhada equipa do Leões Porto Salvo por 4-2. Pese a boa réplica adversária e o resultado nivelado, o jogo foi mais um autêntico “massacre” em termos ofensivos da equipa de Joel Rocha, com imensas oportunidades de golo desperdiçadas. Quer seja por demérito dos nossos jogadores ou por mérito do guarda-redes adversário.


Ao intervalo, o Benfica ia vencendo por 1-0, fruto de um golo de Rafael Henmi, depois de uma recuperação de bola de Chaguinha. Na 2ª parte os visitantes empataram o jogo, mas Patias devolveu a liderança no marcador aos encarnados. De seguida, os visitantes voltam a empatar o jogo, e Patias volta a marcar para o Benfica, fazendo 3-2. A cerca de 3 minutos do fim, Fernando fez o 4-2, quando o Benfica estava com mais uma unidade em campo, depois da expulsão por acumulação de amarelos de um jogador dos Leões de Porto Salvo. Não existiu mais nenhuma alteração no marcador, e 4-2 foi o resultado final.

Esta equipa está muito bem trabalhada, apresenta um ritmo bastante elevado e um futsal muito agradável e com bastante mobilidade. Destaque também para a forma como a equipa defende. O melhor em campo foi Patias que, com os seus 2 golos mostrou toda a sua qualidade.

No próximo sábado, às 15 horas, o Benfica tem uma difícil deslocação ao Fundão, onde defrontará a equipa local.

 



Seguidamente na Luz, a equipa de Andebol recebeu o Fafe, tendo vencido por 33-27, num encontro com duas partes muito distintas. Fruto de uma boa entrada em campo, o Benfica chegou a estar a ganhar por 9-5, momento em que o Fafe reagiu e virou o resultado para um 13-15 que se verificava ao intervalo. Na 2ª parte, a equipa do Benfica regressou mais concentrada e com uma atitude defensiva de maior qualidade, que se traduziu numa vitória tranquila.

É inadmissível o que se passou nos minutos finais da 1ª parte, a agressividade defensiva e a concentração têm de estar sempre presentes e tal não se verificou. Uma situação a rever.

O melhor em campo foi Belone Moreira que tem estado a um nível altíssimo, provando que foi uma belíssima aquisição do Benfica. Destaque ainda para o regresso de Elledy Semedo depois de lesão.

Os golos foram apontados por: Uelington (6), Belone Moreira (6),  Borragán (5), Hugo Lima (4), Elledy Semedo (2), João Pais (2) Davide Carvalho (2), Paulo Moreno (2), Hugo Freitas (2) e Tiago Pereira (2).



Ontem, a equipa do Benfica deslocou-se a Belém para defrontar o Belenenses, voltando a vencer mais um jogo, desta vez por 21-24. Entrámos bem no jogo e a 1ª parte foi muito equilibrada. No entanto, o Benfica voltou a ir para o intervalo a perder, com um resultado de 12-10, isto depois de ter liderado o marcador durante grande parte do tempo. Pese a expulsão de Elledy Semedo por volta dos 25 minutos, é necessário que a equipa seja capaz de ser mais regular, porque se neste tipo de jogos conseguimos dar a volta em outros podemos não o conseguir.

Na 2ª parte, fruto de uma bela exibição de Hugo Figueira e novamente de Belone Moreira – que jogador! -, o Benfica superiorizou-se ao adversário e venceu com toda a naturalidade. Vitória justa da melhor equipa.


Os golos foram apontados por: Belone Moreira (9), Paulo Moreno (3), Hugo Lima (3), Tiago Pereira (3), João Pais (2), Elledy Semedo (2), Hugo Freitas (1) e Borragán (1).


No próximo sábado, às 15 horas, defrontamos na Luz o Avanca.



Sexta-Feira começa a época da equipa de Basquetebol, com a 1ª jornada do Troféu António Pratas, onde o Benfica vai defrontar a Oliveirense em Oliveira de Azeméis às 21 horas. É a primeira oportunidade de ver os reforços em acção.

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

Fim-de-Semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 06.09.15

 

A equipa de futsal do Benfica começou ontem a defesa do título nacional. A deslocação a Vila do Conde terminou com uma vitória por 0-9 sobre o Rio Ave. Num encontro sem grande história, o Benfica desde cedo controlou o jogo, batendo sem grande dificuldade a equipa da casa.


Ao intervalo, a equipa de Joel Rocha já vencia por 0-3, com golos de Chaguinha, Brandi e Ré. Na segunda metade assistiu-se ao avolumar do resultado, com golos de Fernando, Henmi, Fábio Cecílio, Brandi e mais dois de Ré. Destaques individuais para as exibições de Ré e de Fernando. O reforço argentino já é muito importante na manobra da equipa, sendo ele que controla e impõe o ritmo, sabendo aquilo que o jogo pede em cada momento.

Nota ainda para as ausências de Patias, castigado em virtude da expulsão na Supertaça e de Jefferson, que se encontra lesionado no menisco, não havendo ainda uma previsão para quando estará novamente disponível.

No próximo fim-de-semana, os campeões nacionais recebem os Leões de Porto Salvo. 


Começou também ontem o campeonato de Andebol, com o Benfica a receber o ISMAI e a vencer por 29-22. Fruto de uma entrada muito forte, o Benfica chegou ao resultado 8-1 muito cedo, gerindo depois esta vantagem ao longo do jogo. Ao intervalo, o resultado era de 17-6, sendo que na segunda parte existiu um equilíbrio maior devido à rotação de jogadores por parte do treinador do Benfica. O ISMAI equilibrou um pouco mais o resultado, mas sem nunca colocar em causa a vitória da equipa encarnada.

Os golos foram apontados por Davide Carvalho (3), Borregan (3), João Pais (6), Hugo Freitas (2), Belone Moreira (5), Paulo Moreno (2), Uelington Ferreira (5) e Hugo Lima (3).

 

Destaque para as exibições de Hugo Figueira e para a estreia de Belone Moreira. Foram os dois atletas em maior evidência, sendo que Uelington também mostrou características muito interessantes.

De realçar a forte aposta feita nos jovens oriundos da formação neste jogo. Foram diversos os jogadores jovens com minutos, tendo Hugo Freitas sido aquele que esteve em maior destaque.

Na próxima semana a equipa de Andebol do Benfica volta a jogar em casa, onde receberá o Fafe.

 

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20

A Supertaça é nossa!

por Miguel Martins, em 01.09.15

 

Disputou-se no domingo passado a Supertaça de Futsal. Em campo estava o Sport Lisboa e Benfica, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, e o Fundão, finalista vencido da Taça de Portugal.

Foi um encontro de sentido único. Um Benfica muito forte, mas com grandes dificuldades em finalizar as jogadas com êxito. Foi com surpresa e injustiça que o Fundão chegou ao intervalo a vencer por 0-2, fruto dos golos de Anilton e Márcio Moreira. No reatar do jogo fez inclusive o 0-3, com mais um golo de Anilton. Por esta altura, o Benfica já tinha enviado 5 bolas aos postes e falhado inúmeras oportunidades de golo. Falhas por demérito na finalização ou por mérito do inspirado Iago Sanchéz, guarda-redes do Fundão.

A cerca de 8 minutos do fim do jogo, por intermédio de Bruno Coelho, o Benfica marcou o seu primeiro golo, obtido através de uma bela jogada coletiva e que fazia renascer a esperança. Com um público entusiasta, a equipa estava galvanizada e passou a jogar em 5x4. Através dessa superioridade numérica no ataque, Fernando reduziu o marcador para 2-3 a 3 minutos do fim, num lance em que Iago não esteve isento de culpas. A menos de 1 minuto para o fim do jogo, Joel Rocha pediu o desconto técnico a que tinha direito na 2ª parte, preparando assim o derradeiro lance do jogo. A jogada ensaiada acabou por resultar no golo do empate com alguma sorte à mistura, mas com imenso mérito o Benfica igualou a partida por Alan Brandi. Estava colocada um pouco mais de justiça no resultado.

O prolongamento não teve grande história. O Benfica dominou e materializou o seu domínio marcando 3 golos sem resposta, por intermédio de Fábio Cecílio, Juanjo e Fernando, sendo 6-3 o resultado final do jogo. 

Resultado inteiramente justo e que pecou por escasso. A equipa de Joel Rocha fez mais de 70 remates durante o jogo, enquanto o Fundão fez apenas 9. Entre bolas no poste, defesas de Iago ou golos salvos em cima da linha, existiu de tudo. A melhor descrição para este jogo está nas palavras do nosso treinador, Joel Rocha:

«Foi um jogo com todos os ingredientes, com 50 minutos de qualidade, argumentos diferentes, superação e entusiasmo. Quero deixar um agradecimento para quem tanto acredita naquilo que faz. Tivemos inúmeras ocasiões, estivemos em desvantagem mas conseguimos vencer. É este o carácter e as qualidades desta equipa. Somos muito mais do que uma equipa de futsal, somos uma equipa de Homens com H muito grande. Obrigado aos nossos adeptos que se fizeram ouvir e sentir. Obrigado a todos. O Fundão obrigou-nos a tudo dentro do nosso processo e mostrámos mais uma vez que acreditamos muito no que fazemos. É esta a nossa identidade»

Destaque para a exibição de Fernando, é o reforço desta temporada.

 

Parabéns Sport Lisboa e Benfica, a Supertaça é nossa!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00

Futsal 2015/16

por Miguel Martins, em 26.07.15

C__Data_Users_DefApps_AppData_INTERNETEXPLORER_Tem

 

Após uma fantástica época a nível nacional, onde conquistou a dobradinha com apenas uma derrota em toda a temporada, os comandados de Joel Rocha partem para esta época com o objectivo de tentar pelo menos fazer igual à época passada.

 

E fazer melhor, é ganhar tudo internamente. Para além da defesa do título de campeão e da Taça de Portugal, pede-se a conquista da Supertaça e da Taça da Liga. Tentar também fazer uma surpresa na Uefa Futsal Cup, apesar do elevado nível dos opositores. A Taça da Liga é a nova prova que se vai disputar, nela estarão os 8 primeiros classificados da 1ª volta do campeonato.

 

Do plantel campeão, saíram os pouco utilizados Pablito, Xande, Mancuso e Vítor Hugo (um guerreiro e um exemplo para toda a gente). Mantiveram-se Juanjo, Bebé, Cristiano, o Capitão Gonçalo Alves, Chaguinha, Jefferson (conta como formado localmente apesar de ser brasileiro), Bruno Coelho, Bruno Pinto, Rafael Henmi, Ré, Alan Brandi e Patias.

 

A estes, foram acrescentados 4 reforços. O fixo Fábio Cecílio que vem do Sporting de Braga, que foi um dos melhores valores do campeonato passado e vem para uma posição em que estávamos claramente carenciados. O ala Mário Freitas oriundo do Fundão, e que para além de toda a valia técnica que tem é também um velho conhecido do nosso treinador Joel Rocha. O jovem Tiaguinho, um universal oriundo da nossa formação e que é visto como uma das maiores promessas nacionais (tem 17 anos). O último reforço foi o internacional argentino Fernando Wilhelm, um universal que chega a Portugal com um grande cartel.

 

O Benfica foi capaz de formar um grande plantel, superior ao da época passada e por isso mesmo tem todas as condições para voltar a vencer.

 

Esta época, para além da nova competição (Taça da Liga), temos também alterações ao nível de regulamentos. Em cada partida é obrigatória a presença de 8 atletas formados localmente nos 13 convocados sendo que isso implica que apenas possam ser utilizados 5 estrangeiros em cada partida. O Benfica tem 6, Juanjo, Chaguinha, Henmi, Alan Brandi, Patias e o reforço Fernando Wilhelm, e por isso em cada partida a nível nacional um deles ficará de fora. Na Uefa Futsal Cup podem ser utilizados os 6.

 

Porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

 

Decorreu no dia de ontem em Oliveira de Azeméis a 4.ª Gala Nacional do futsal. Como seria de esperar, e depois da brilhante época do Sport Lisboa e Benfica no futsal masculino, a equipa arrecadou 3 dos 5 prémios individuais que estavam em disputa.

 

O vencedor do prémio de melhor guarda-redes do campeonato, foi naturalmente o titular do Benfica, o internacional espanhol Juanjo. Prémio mais que justo, para um dos jogadores que mais diferença fez durante a época. Ter um grande guarda-redes é meio caminho andado para o sucesso, e Juanjo foi uma autêntica parede na baliza do Benfica, aparecendo sempre a fazer a diferença a favor da nossa equipa. É muito provavelmente o melhor guarda-redes que algum dia jogou em Portugal.

 

O melhor jogador do campeonato foi Chaguinha, jogador que fez a primeira época ao serviço do Benfica. Prémio também justo para este pequeno grande craque, que deslumbrou os amantes do futsal por esses pavilhões fora. Muito forte a defender e a atacar, uma capacidade de drible fortíssima, e uma inteligência muito acima da média. Um jogador à Benfica, que deixa tudo em campo e de quem os adeptos muito gostam.

 

Depois de ganhar o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal, o melhor treinador só podia ser Joel Rocha, treinador do Benfica. Chegou este ano ao clube, vindo do Fundão, e revolucionou completamente esta equipa que andava em baixo nos últimos tempos. Foi um prazer ver jogar esta equipa, sem muitos nomes de renome conseguiu construir um colectivo quase imbatível, só perdendo um jogo durante a época, jogo esse na final do campeonato. É um treinador muito exigente, com um discurso que dá prazer escutar e que sabe muito da modalidade. Conseguiu extrair o melhor de cada jogador, colocando alguns jogadores a jogar como nunca, e mais que tudo, a trabalharem para um colectivo. Vejo nele um exemplo para todos os treinadores das diversas modalidades do Benfica, um treinador à Benfica. É, assim como Chaguinha e Juanjo, alvo de constantes elogios de todos os adeptos do Benfica, e muito justamente, diga-se.

 

Os outros dois prémios foram para Nandinho do Boavista que venceu o prémio de melhor marcador, enquanto que Tiago Brito do Braga foi eleito o jogador revelação do campeonato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22


Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D