Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Made in Benfica - Pedro Rodrigues

por P1nheir8, em 07.10.16

 

Foi a 11 de Dezembro do ano passado que escrevi aqui, pela primeira vez, sobre Pedro Rodrigues. Na altura, e no seu último ano de júnior, subiu para a equipa B, mas não era opção regular nessa mesma equipa, baixando por vezes para jogar nos juniores. Naquele artigo, alertava para a necessidade de um talento destes precisar de jogar, nesta fase do seu desenvolvimento, num nível superior e a não estar parado, pois não jogava num escalão nem no outro com regularidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37

O caminho é o talento

por P1nheir8, em 16.07.16

 

Por estes dias decorre o Europeu de sub19 na Alemanha. Como já tinha falado num artigo recente, a formação do Benfica ia estar representada em grande número e com muita qualidade. Infelizmente, só um dos jogos teve transmissão e o próximo também não terá (o que é inqualificável). No jogo contra uma das maiores potências mundiais na formação ou mesmo a maior, pudemos ver tudo aquilo que dois craques da formação do Benfica têm para mostrar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46

Deixem jogar o Pedro

por P1nheir8, em 11.12.15

 

 

Pedro Rodrigues é um dos jogadores que mais se tem destacado ao longo dos últimos anos nas camadas jovens do Benfica. É um jovem a quem eu reconheço muito talento e um potencial imenso para jogar ao mais alto nível. Está no seu último ano de júnior e tem alternado entre a equipa de juniores e a equipa B. Em nenhuma delas tem tido muitos minutos, jogando apenas em jogos mais complicados no Nacional de Juniores e na Youth League. Na equipa B não tem sido das principais apostas por parte de Hélder Cristovão.

 

É a médio defensivo que coloca todo o seu futebol em campo, podendo também jogar a 8 ou até a defesa central. Pedro não é um médio defensivo, digamos que, normal. Jogar com ele naquela zona do terreno, é como jogar ali com um número 10. Tem uma capacidade de passe, de visão e construção de jogo, de inteligência e de cultura táctica fora do normal. Descobre inúmeras linhas de passe onde poucos conseguem, construindo sempre o jogo com muita qualidade, procurando o espaço certo para receber e entregar. Tanto em passes longos como curtos, é muito bom e a bola sai sempre com qualidade do seu pé. Bate muito bem as bolas paradas e tem um bom pontapé de longe. No campo, anda sempre de cabeça levantada, procurando saber o posicionamento dos colegas e adversários para estar preparado quando receber a bola. Tem uma grande maturidade e assume o jogo, querendo sempre ter bola. 

 

Onde ele tem de melhorar é na agressividade quando não tem bola, ser mais forte na pressão e não ser tão macio. Ainda é aí que falha muito e sabemos bem como ainda se privilegia aqueles jogadores mais físicos e raçudos, em vez daqueles que mais podem dar no futuro através de tudo o que conseguem dar ao jogo. Caso não melhore nestas vertentes, irá ter muitas dificuldades a nível sénior. Ele só as melhorará se tiver tempo de jogo num contexto onde lhe sejam apresentadas mais dificuldades e os estímulos sejam diferentes. Nos juniores a pressão é muito pouca, assim como a diferença de qualidade é enorme, e ele irá sempre jogar de cadeirinha no meio-campo. Já na equipa B as coisas serão diferentes. Vai precisar de ser mais agressivo sem bola, ser mais intenso e assim melhorar.

 

Acho que é urgente que se arranje uma solução para o Pedro. Não pode continuar a ter tão poucos minutos de jogo, pois assim não irá evoluir e vai estagnar. Tem de ser opção na equipa B, sendo talvez a melhor solução emprestar Pawel e o Gilson deixar de ser solução para a equipa na frente do Pedro. O potencial dele é imenso e não é fácil arranjar um jogador com estas qualidades para aquela posição que cada vez é mais importante. É um jogador para uma equipa grande e que espero que evolua nas vertentes que lhe faltam, já que caso isso aconteça, daqui a uns anos será um jogador muito importante na equipa principal do Benfica.

 

 

Sair a jogar com qualidade, passando pelo adversário.

 

 

Receber a bola, rodar com ela e aguardar pela linha de passe que o avançado lhe vai dar na zona central do terreno.

 

 

Antes de receber a bola olhar para saber onde estão os adversários e assim entregar logo a tabela sem o jogador do Atlético chegar.

 

 

Encontrar os espaços ao meio em vez de colocar a bola na linha.

 

 

Três passes para o meio que, vistos assim, até parecem fáceis de fazer com qualidade e de descobrir a linha de passe.

 

 

Tem olhos a bola.

 

 

Inteligência em perceber que o lateral não estava e a recuar rapidamente para fechar o corredor.

 

 

Muito difícil que perca a bola nas saídas a jogar.

 

 

O jogo de estreia na equipa B, contra a Oliveirense.

 

 

Posto tudo isto, é urgente deixar jogar o Pedro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:00







Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D