Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 12.11.15

 

No passado sábado, a nossa equipa de Basquetebol defrontou o CAB Madeira em casa, obtendo uma vitória relativamente tranquila por 80-54. Ao intervalo, já ia vencendo por 31-19.


Foi uma vitória categórica da melhor equipa em campo e que - finalmente - fez uma rotação mais alargada que o habitual. A defesa foi bastante agressiva, sendo de destacar os 8 desarmes de lançamento efetuados pelos nossos jogadores, onde Cláudio Fonseca se notabilizou com 5. Dominámos também o jogo ao nível dos ressaltos.


O melhor em campo foi Wilson, que fez 18 pontos e 10 ressaltos.


Os pontos foram apontados por: Wilson (18), Carlos Andrade (14), Cláudio Fonseca (10), Cook (7), Loncovic (7),  Radic (6), Carlos Ferreirinho (5),  Tomás Barroso (5), Diogo Gameiro (4), Mário Fernandes (2) e Nuno Oliveira (2).

 

 

Na terça-feira defrontámos o Giant Antwerp na Bélgica em jogo a contar para a FIBA Europe Cup, e fomos derrotados por 84-76. Num jogo equilibrado, acabámos por perder para uma equipa que compete num nível mais elevado que o nosso internamente e que dispõe de 6 americanos. A maior diferença foi o jogo interior, onde eles marcaram 56 pontos e nós apenas 22. Para além disso, voltámos a estar muito mal na linha de lance livre com 56% de eficácia - 10 em 18 -, já o nosso adversário teve 100% - 10 em 10.


A nossa maior arma acabou por ser o jogo exterior. Cook esteve em destaque, terminando a partida com 28 pontos e é neste momento o 2º melhor marcador da competição. Destaque ainda para a exibição de Wilson, que terminou com 23 pontos e 13 ressaltos.


As contas do grupo para o nosso apuramento estão mais complicadas, mas continuamos a depender apenas de nós e é possível o apuramento.


Os pontos foram apontados por: Cook (28), Wilson (22), Radic (10), Carlos Andrade (8), Mário Fernandes (3), Tomás Barroso (3) e João Soares (2).

 

Sábado, jogamos nos Açores frente ao Lusitânia, às 16h.


 

 

Em Futsal, recebemos e batemos na sexta- feira o Olivais por 3-1, num jogo que esteve sempre controlado pelo Benfica, embora a exibição não tenha sido ao nível do que esta equipa já nos habituou. Ao intervalo já íamos vencendo por 2-0, com golos de Henmi e de Fábio Cecílio.


No recomeço da partida o Benfica fez o 3-0 por Patias, colocando um ponto final na partida e começando a gerir o jogo com vista à participação na Ronda de Elite da UEFA Cup. O Olivais ainda reduziu mas nunca a nossa vitória esteve em causa.
Destaque para a boa exibição de Fábio Cecílio.

 

 

Na terça-feira começámos a nossa participação na Ronda de Elite da UEFA Cup. O começo foi o melhor, com uma vitória por 0-3 frente ao Ekonomac.

 

Após uma 1ª parte equilibrada, mas com o Benfica por cima, chegámos ao intervalo com 0-0 no marcador, com destaque para a exibição do guarda-redes adversário. No reatar do jogo fizemos o 0-1 por Fernado. Minutos depois Bruno Coelho fez o 0-2, tendo Patias feito o 0-3 e fechado o marcador. Boa vitória e obrigação cumprida.

 


Ontem, defrontámos o Slov -Matic e fomos derrotados por 5-4. Num mau jogo da nossa parte, nunca nos encontrámos, faltando agressividade sem bola e qualidade com bola. Perdemos, e perdemos bem. Há muita coisa a corrigir para na sexta-feira sermos capazes de nos apurar para a fase final.


Falando concretamente do jogo, entrámos a vencer com um golo de Alan Brandi, mas depois permitimos a reviravolta no marcador. Ainda antes do final da 1ª parte, empatámos a 2, através de Fernando. Na 2ª parte fomos falhando golos, o adversário foi ganhando confiança e a 5 minutos do fim numa bola parada fizeram o 3-2. O Benfica arriscou e sofreu mais 2 golos quando estávamos a jogar em 5x4 procurando o empate. A cerca de 1 minuto do fim, reduzimos para 5-3 por Patias, tendo Bruno Coelho reduzido ainda para 5-4 a 3 segundos do fim.

 

Resultado inesperado e muito mau, complicando as contas para o apuramento. Para sermos apurados na sexta-feira temos de vencer por 2 ou mais golos de diferença. Se apenas vencermos por 1 golo, temos que esperar que o Slov-Matic não vença o seu jogo.

 

Sexta-feira, defrontamos o Lokomotiv, às 14h30.


 

Em Hóquei em Patins, a nossa equipa deslocou-se a França no sábado para defrontar o Merignac em jogo da Liga Europeia.  Vencemos por 2-5, num jogo em que na 1ª parte estivemos a perder durante alguns minutos. Miguel Rocha fez a igualdade e João Rodrigues o 1-2 ainda antes do intervalo. No reatar da partida fizemos o 1-3 por Nicolia e o 1-4 por Torra. A cerca de 6 minutos do fim o Merignac reduziu para 2-4, mas o Benfica reagiu rapidamente e fez o 2-5 por Torra.


Destaque para a presença massiva de adeptos do Benfica, mostrando novamente que onde quer que o Benfica jogue atrai uma enorme falange de apoio.

 

 

Ontem, tivemos a tradicional difícil deslocação a Torres Vedras, onde defrontámos a Física. Vencemos por 3-6, mas não se pense que foi fácil, pois o jogo só na parte final é que se desequilibrou, muito devido à melhor qualidade individual dos nossos jogadores. 

 

Num pavilhão pequeno e com as medidas mínimas para a prática do Hóquei em Patins, o Benfica fez o 0-1 por João Rodrigues com Nicolia na jogada, mas permitiu o empate da Física ainda antes do intervalo. No reatar do jogo a Física fez o 2-1, tendo o Benfica empatado por Nicolia. Numa desatenção colectiva, permitimos o 3-2 poucos minutos depois. A cerca de 6 minutos do fim do jogo a passe de Nicolia, Adroher fez o 3-3, tendo no minuto seguinte Diogo Rafael na recarga a uma grande penalidade falhada por Nicolia feito o 3-4. Antes do final da partida, Nicolia na cobrança de um livre direto ainda fez o 3-5 e Diogo Rafael fez o 3-6, colocando um ponto final na partida.


Destaque para a exibição do guarda-redes da Física, que fez uma exibição sublime, impedindo o Benfica de vencer enquanto foi humanamente possível.


Como ponto positivo uma vez mais Nicolia. Joga, faz jogar, marca, dá a marcar. É, efectivamente, um jogador fabuloso e de outra galáxia.


Como ponto menos positivo uma vez mais as bolas paradas. O Benfica contratou para esta época Torra e Adroher, especialistas em grandes penalidades e livres diretos respectivamente, mas teimamos em continuar a ter apenas o Nicolia como marcador. É necessário mudar-se isto. Nada tenho contra ser Nicolia a marcar bolas paradas, é um génio e como tal também é capaz de marcar, mas que se varie de vez em quando. Ontem falhámos uma grande penalidade  - que na recarga deu golo porque o Diogo é rapidíssimo - e 1 livre direto que podiam ter permitido uma vitória muito mais tranquila.

 

Sábado, recebemos o Candelária, às 16h.


 

Em Voleibol recebemos e batemos o Vitória de Guimarães por uns claros 3-0, num jogo fácil da nossa equipa. Os parciais foram de 25-17, 25-13 e 25-13.


O destaque do jogo vai para Danilo Gelinski, que no 2º set serviu por 11 vezes consecutivas, algo extremamente raro e invulgar.


Correndo o risco de me estar a repetir, é assombrosa a qualidade de jogo da nossa equipa. Equipa essa que foi reconstruída para esta temporada e os reforços estão a ser capazes de fazer esquecer os nossos heróis da época passada. Esta secção está de parabéns!

 

Sábado, recebemos o Caldas, às 18h.


 

Destaque ainda para o derby em Andebol às 18h30 de sábado, no Pavilhão Municipal da Torre da Marinha.

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D