Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Semana das Modalidades

por Miguel Martins, em 23.10.15

 

No fim-de-semana passado, tivemos nova jornada dupla da nossa equipa de Basquetebol. Que mais uma vez, não desiludiu.


No sábado recebemos o FC Porto e vencemos por 72-61. Não se pense que foi fácil. Frente a uma equipa aguerrida e que fez do tiro exterior a sua melhor arma, o Benfica teve muitas dificuldades, principalmente no 2º período, onde esteve manifestamente mal. E foi sem surpresa para quem estava a assistir ao jogo que fomos para a intervalo a perder por 31-43, estando no último minuto da 1ª parte a perder por 16 pontos. O intervalo fez bem à equipa, que regressou transfigurada para melhor. Mudou a defesa para zona e nunca mais o Porto se encontrou no jogo. Com um Cook mais inspirado, com um Nuno Oliveira e um Tomás Barroso a defenderem de forma fabulosa e um Wilson a dominar por completo o jogo interior, o Benfica chegou ao final do 3º período empatado. A reviravolta foi consumada no 4º período, conquistando assim uma vitória clara por 72-61. Poderia destacar Cook, Wilson, Nuno Oliveira, Tomás, Cláudio, Carlos Andrade, mas o destaque neste jogo vai para o nosso treinador, Carlos Lisboa. Venceu o jogo com a mudança do sistema defensivo.

 

No domingo, a equipa deslocou-se a Barcelos. Num jogo desde cedo controlado pelo Benfica, conquistámos uma vitória clara e inequívoca por 61-82. Ao intervalo já íamos vencendo por 32-39.


Destaque para a excelente exibição de Wilson, com 16 pontos e 12 ressaltos, é para mim, o melhor jogador da Liga. Tem uma qualidade fantástica em todos os momentos do jogo.

 

Sábado, recebemos a Oliveirense, às 15h30.


 

Em Futsal tivemos derby. E que derby. Um Benfica sem Henmi (castigado), sem Chaguinha e Jefferson (lesionados) e ainda com Fernando claramente condicionado, recebeu e bateu um Sporting praticamente na sua máxima força.

 

Numa 1ª parte muito equilibrada e disputada, mas não muito bem jogada, o Sporting  foi tendo mais bola e dispôs de ocasiões de golos, contando sempre com a oposição de um Juanjo inspiradíssimo. A cerca de 20 segundos do intervalo, o Benfica conquistou um canto e Joel Rocha pediu desconto de tempo para trabalhar a bola parada. No reatar do jogo, após um brilhante trabalho individual de Alan Brandi, Fábio Cecílio apareceu completamente isolado no centro área e bateu Marcão com uma belíssima execução individual, fazendo o 1-0 - resultado que se verificava ao intervalo. Sem ser um resultado inteiramente justo, era um aceitável, pois se o Sporting teve oportunidades de golo o Benfica também as teve e mais flagrantes.

 

Na 2ª parte, o Sporting foi em busca do empate e acabou por conseguir num lance em que Miguel Ângelo “enganou” de forma involuntária Juanjo. Queria cruzar mas a bola acabou por ir para a baliza. A 9 minutos do fim do jogo Patias foi expulso por acumulação de amarelos e o Sporting durante 2 minutos ficou a jogar com mais um jogador. Quando tudo apontava para que o Sporting fosse capaz de tirar partido desta situação, o Benfica defendeu de forma brilhante e aguentou o empate, sendo para isso decisivo Juanjo. Quando ficámos completos, Ré recuperou a bola, galgou todo o campo com ela para tocar para Gonçalo Alves que bateu um desamparado Marcão, fazendo o 2-1.


Com um pavilhão completamente cheio e ao rubro, os jogadores do Benfica aguentaram este resultado até ao fim do jogo. O Sporting ainda jogou em 5x4 e teve ainda um livre direto a seu favor, mas tudo isto era insuficiente, quando do outro lado esteve um Juanjo absolutamente épico e que foi unanimemente considerado o homem do jogo. 

 

Vitória da raça, do crer, da modéstia, do respeito pelo adversário. No fundo, a vitória do bem contra o mal.

 

Sábado, às 15h, defrontamos a Quinta dos Lobos em Carcavelos.


  

Em Voleibol tivemos nova jornada dupla, com mais um pleno de vitórias - algo que esta secção já nos habituou com o tempo. No sábado em Espinho, começámos muito mal e cedemos o 1º set por 25-18. Neste 1º parcial, o Benfica nunca se encontrou, o serviço não foi eficaz e no voleibol o serviço é muito importante.


No 2º set voltámos diferentes, mais agressivos, com um serviço eficaz e com um bloco assertivo, virando por completo a tendência do jogo. Acabamos a vencer por 21-25, resultado que se repetiu no 3º set. No 4º set, fechámos o encontro com uns esclarecedores 18-25.

 

Destaque para a boa exibição do Mart.

 

 

No domingo, recebemos e vencemos o Castêlo da Maia, num jogo sem grande história. Domínio completo e absoluto de um Benfica muito moralizado e personalizado. Vitória por 3-0, com parciais de 25-20, 25-18 e 25-23.

 

Duff estreou-se com a camisola do Benfica e parece mesmo ser reforço. Muita qualidade, tanto no remate como no bloco. Destaque para o facto de que apesar de ter havido muitas mexidas no grupo de trabalho, já se nota muita coesão no mesmo.
Está de parabéns José Jardim, grande trabalho no Benfica. Mais um.

 

No sábado, temos a difícil deslocação aos Açores, onde vamos defrontar a Fonte Bastardo. Jogo às 17h30 (hora continental).


  

A equipa de Andebol recebeu e venceu no sábado o Madeira SAD por 29-23. Foi um jogo equilibrado durante grande parte do tempo. Ao intervalo íamos vencendo por 14-13, em grande parte devido à exibição de Belone Moreira. Na 2ª parte com um Hugo Figueira inspirado, fomos dilatando a vantagem, com o Madeira SAD a fazer o que podia, liderado por um inspirado Cláudio Pedroso que infelizmente no Benfica pareceu nunca querer ser o jogador que poderia ser. Pode ser que agora acorde ainda a tempo. Para regressar ao Benfica, é que me parece improvável.


Os golos foram apontados por: Borragán (5), Belone Moreira (5), Uelington (5), João Pais (4), Davide Carvalho (3), Hugo Lima (3), Vrgoc (2) e Paulo Moreno (2).

Destaque para excelente exibição de Hugo Figueira.

 

Sábado, defrontamos o Sporting da Horta nos Açores, às 22H00 (hora continental).


 

Na 4ª feira, tivemos mais um derby na Luz. A nossa equipa de Hóquei em Patins não desiludiu, batendo o Sporting por uns claros e expressivos 9-0. Ao intervalo já íamos vencendo por 2-0.


Desde cedo no jogo que o Benfica dominou, mostrando que o que se passou na Supertaça fazia parte do passado. Foi sem surpresa que Nicolia fez o 1-0, numa bela stickada de meia distância. Ainda durante a 1ª parte, a finalizar uma bela jogada entre Torra e João, o jogador espanhol fez o 2-0, estabelecendo assim o resultado que se verificaria ao intervalo. No final da 1ª parte, Tiago Rafael viu o cartão azul, e na cobrança do livre direto Trabal brilhou, impedindo o Sporting de reduzir a desvantagem.

Logo no recomeço da 2ª parte na transformação de uma grande penalidade, Torra bisou e fez o 3-0. Depois Nicolia apareceu e destruiu por completo a equipa do Sporting, com duas brilhantes assistências para Adroher fazer o 4-0 e o 5-0. Com um pavilhão extremamente bem composto e empolgado, o Benfica partiu em busca de mais golos e Adroher na cobrança de um livre direto fez um golo de levantar o pavilhão. Uma execução brilhante, só ao alcance de um prodígio técnico. O 7-0 surgiu por João Rodrigues após mais um brilhante assistência de Nicolia. O 8-0 por Tiago Rafael, com nova assistência de Nicolia. O resultado final foi fixado por João Rodrigues, a finalizar mais uma bela jogada colectiva.


Destaque para a exibição brilhante de Nicolia e também de Trabal, que defendeu 2 livres diretos e ainda uma grande penalidade.

 

Exibição brilhante de uma equipa brilhante. Estão de parabéns.


No sábado, temos um difícil jogo com o Vic, líder da Liga Espanhola. O jogo é em casa às 19h30.


 

E porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D