Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



José Golos

por P1nheir8, em 08.09.16

 

Chegou ao Benfica com 13 anos, vindo da Guiné-Bissau e agora, aos 17 anos, vive provavelmente um dos dias mais felizes desde que está em Portugal. Devido às ausências por lesão de Jonas, Mitroglou, Raúl e Luka Jović, José Gomes viu o seu nome escrito na convocatória da equipa principal para o jogo de amanhã, em Arouca.

 

Foi disputado pelo Benfica e pelo Sporting, depois de ter sido observado num torneio em Portugal (Torneio Internacional de Vila Real de Santo António) e ter agradado bastante. Chegou inclusive a fazer testes na equipa leonina, mas foi o Benfica que conseguiu garantir a sua contratação, passando o jogador a viver no Caixa Futebol Campus. Foi recentemente campeão europeu de sub17 e melhor marcador da fase final, ajudando a selecção das quinas a vencer a prova. José Gomes foi sem dúvida um dos grandes destaques do certame e deixou muitos clubes com o seu nome marcado nos relatórios de observação.

 

Desde cedo se notabilizou nos escalões de formação do Benfica por aquilo onde é mais notável: a capacidade de fazer golos. Tem passado por diversos escalões, onde tem deixado sempre a sua marca nas redes adversárias. Ainda é júnior de primeiro ano, mas esta época tem estado ao serviço da equipa B, onde já marcou um golo. Na época passada, mesmo sendo juvenil, esteve muito tempo no escalão de juniores - fez depois a fase final do campeonato de Juvenis A. Poderia, já no ano passado, ter estado na equipa B, mas os responsáveis do Benfica preferiram esperar mais um ano.

 

José Gomes é aquele género de ponta de lança que o futebol português tanto tem esperado ao longo dos anos. Não precisa de muitas oportunidades, espaço, ou tempo para fazer golos. Na área, é temível. Movimenta-se muito bem, sabe que espaços procurar e tem aquele faro pelo golo que marcam os grandes pontas de lança. Alia tudo isto, a uma finalização fácil com qualquer um dos pés - contudo o seu pé direito é o mais forte - assim como também tem um jogo de cabeça extremamente forte, alavancado pela forte impulsão que consegue neste tipo de lances. Obriga as defesas a estarem sempre alerta porque, ao mínimo descuido, ele está lá para aproveitar.

 

No entanto, o jogo de José Gomes não se resume apenas ao que consegue dar perto da baliza adversária, e com o passar dos anos, isso tem sido mais vincado naquilo que o vemos fazer em campo. Sabe baixar para vir dar apoios, consegue movimentar-se bem para os corredores laterais dando diversas soluções, combina bem com os colegas, consegue criar situações de golo para a equipa com os seus passes. A sua capacidade técnica, que abordarei mais à frente, permite-lhe que participe mais tempo na construção e criação do que aquilo que faz hoje, já que apesar das melhorias que tem mostrado nesse aspecto, pode fazer ainda mais. Outra coisa onde pode melhorar é no tempo que ainda gasta por vezes em posse, precisando de libertar mais cedo o esférico.

 

Tem capacidade para rematar de fora da área com qualquer dos pés, não precisando de muito espaço para isso. É dotado de uma boa técnica e o drible dele é forte, mas não é aquele avançado que consegue passar os jogos a tentar fintar meia equipa adversária. É capaz de sair muito bem no primeiro adversário com o drible, procurando depois entregar ou finalizar. Sabe segurar a bola, o que ajuda a equipa em diversas situações que é preciso esticar o jogo e subir as linhas, assim como consegue progredir em velocidade com o esférico. Gosta de jogar no risco da linha defensiva adversária, sabendo também explorar a profundidade que as defesas deixam nas costas. Também é uma opção para os pontapés da marca de grande penalidade e alguns livres.

 

As suas características físicas, são também muito interessantes. É muito ágil, tem um poder de aceleração forte e consegue atingir uma excelente velocidade (com e sem bola). Tudo isto o ajuda em muitos momentos do jogo. O seu físico natural e o corpo, sempre o ajudou quando defrontava jogadores da sua idade, onde ele facilmente ganhava os duelos corpo a corpo, mas agora ele precisa de aprender a usar melhor o físico. Contra defesas mais intensos e fortes fisicamente, tem de melhorar a forma como protege a bola e usa o corpo, pois tem tendência a deixar-se antecipar e perder a frente dos lances.

 

É um jogador de equipa, muito voluntarioso e que raramente arranja problemas no campo. É calmo, trabalhador e humilde, mas tem uma frieza em campo muito assinalável (o que o ajuda em situações de pressão).

 

José Gomes é, por agora, um dos projectos de ponta de lança mais excitantes e promissores do futebol mundial. As suas características, o que já consegue dar ao jogo e o que ainda pode evoluir assim o indicam. Não sei se vai jogar amanhã ou não, só Rui Vitória poderá responder a isso. No entanto, é preciso ter calma com o menino. Não esperar que, caso ele jogue, vá fintar meia equipa adversária, que resolva um jogo e que seja já considerado o novo Eusébio. Ou que caso não faça um bom jogo, já é um flop e não vale nada. Estamos a falar de alguém com 17 anos e que está no seu primeiro ano no futebol sénior. Só esta chamada, diz muito do valor do jogador e do seu potencial. Vamos ver o que o futuro lhe reserva e dar tempo ao tempo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18


1 comentário

De moleculasdeamorpelobenfica a 12.09.2016 às 22:26

Faz-me lembrar o Jordão e o Nené.

Comentar post








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D