Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hóquei em Patins 2015/2016

por Miguel Martins, em 19.08.15

 

Após uma época de sucesso, a equipa de Hóquei em Patins do Benfica apresenta-se ao trabalho com poucas mudanças no plantel. Saíram dois jogadores e entraram outros dois, e que dois reforços o Benfica conseguiu.

Da equipa que fez a dobradinha a nível nacional, saem os internacionais argentinos Tuco e Carlitos, dois jogadores que foram decisivos no regresso à glória desta secção. Em especial Carlitos, um profissional fabuloso, um génio na pista e um grande ser humano, faltando-me as palavras para o descrever. É com muita pena que o vejo partir, mas faz parte do desporto.

Para colmatar estas saídas, o Benfica atacou o mercado cirurgicamente, e trouxe 2 internacionais espanhóis com imensa qualidade. 

Jordi Adroher chega dos italianos do Breganze. É um avançado fantasista e muito evoluído tecnicamente, chega aos 30 anos com muita vontade de vencer. É o substituto natural do Carlitos no que às características diz respeito. O outro reforço, é o consagrado Marc Torra, que chega depois de muitos anos no Barcelona. É um avançado extremamente completo e dos melhores jogadores do mundo, também com 30 anos.

O restante plantel transita da época anterior, Trabal e Pedro Henriques na baliza, o capitão Valter Neves, Tiago Rafael, Diogo Rafael, Miguel Rocha, João Rodrigues e Carlos Nicolia, que chega para esta época como campeão do mundo, depois de ter sido o melhor jogador desse Mundial.

Ao olhar para estas alterações, salta à vista o facto de o Benfica ter visto sair um defesa e um avançado, tendo contratado 2 avançados. Esta troca irá possibilitar o recuo de 2 jogadores para as suas posições origem. Na teoria, iremos ver Diogo Rafael e Miguel Rocha a serem utilizados como parceiros de Valter no duo mais recuado.

Diogo é um jogador tecnicista, extremamente veloz e com um bom remate, aparecendo embalado de trás é muito complicado de ser parado. Penso que esta troca irá beneficiar o jogo dele. Já Miguel Rocha é conhecido pelo seu forte remate, recuando terá mais possibilidades de o colocar em prática. Recorde-se que na formação ambos jogavam nesta posição.

Para além disto, o hóquei é cada vez mais um desporto colectivo onde a distinção entre defesas e avançados é menos perceptível. Até nisso este plantel está bem apetrechado, pois Marc Torra é um avançado que defende extremamente bem.

Pedro Nunes tem desta forma um plantel de luxo para atacar todos os troféus, tanto em Portugal como na Europa. É um plantel versátil e a seu gosto.

Porque o Benfica é mais do que futebol, tudo aos pavilhões!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D