Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Análise a Franco Cervi

por P1nheir8, em 19.09.15

 

Franco Cervi é o mais recente jogador contratado pelo Benfica. O médio ofensivo de 21 anos chegará do Rosario Central por um valor entre os 4 e 5 M de euros. Tem brilhado ao serviço da sua equipa durante esta época, a primeira que faz na equipa principal, sendo o dono da camisola 10. Tem 25 jogos até ao momento, contando com 5 golos e 6 assistências.

 

É um jogador bem cotado na Argentina, sendo unanimemente considerado como um dos maiores talentos a jogar naquele campeonato. O Benfica desde cedo se interessou pelo jogador, os relatórios foram positivos, mas só depois do mercado de verão fechar se partiu definitivamente para a sua contratação. Caso Nico Gaitán tivesse saído, creio que Cervi teria chegado ainda com o mercado aberto, mas felizmente que Nico ficou. Apesar de o ter debaixo de olho, o interesse do Sporting foi decisivo para o Benfica avançar neste momento para ele. Jorge Jesus era o treinador do clube quando os relatórios de Cervi chegaram e lhe foram apresentados. Com certeza que gostou do que viu e não ia esquecer o nome, mesmo mudando de clube. É natural.

 

Franco Cervi é um jogador franzino e de baixa estatura. O seu pé preferido é o esquerdo, sendo com ele que coloca em campo todo o seu futebol. Pode jogar em qualquer das posições de apoio ao avançado, quer seja numa das alas, quer seja ao meio. Quando falo no meio, refiro-me à posição 10, nunca a 8, e muito menos num meio-campo a 2. Apesar de já conhecer várias coisas do jogo dele, fui observar 4 jogos no Rosario Central. Jogos contra o Newell's Old Boys, San Martín, Belgrano e Tigre.

 

É um jogador com muita técnica e criatividade. A condução de bola que faz em velocidade, é mesmo muito boa e sempre com ela colada o pé. Consegue ir ziguezagueando pelos adversários ou ganhando metros em velocidade. É um jogador inteligente, daqueles que tenta estar um passo à frente dos adversários. Grande parte das vezes antes de receber a bola, já sabe o que irá fazer - com sucesso ou não - quando a bola chega até ele. Procura muito os espaços para receber a bola e desequilibrar. São frequentes as vezes em que sai do seu lugar para participar nos lances ofensivos. É um jogador rebelde, sem medo de arriscar e sem medo de partir no um para um com qualquer que seja o adversário, já que tem uma qualidade de drible acima da média. 

 

Quando joga nas alas, tem sempre a tendência de vir para dentro, quer seja com ou sem bola. Gosta de aparecer no meio para rematar - tem remate fácil -, ou então fazer diagonais nas costas da defesa para finalizar ou assistir depois os seus companheiros. Tem boa capacidade de passe, apesar de ainda se precipitar algumas vezes. Joga simples e ao primeiro toque, tocando a bola e dando o apoio para receber mais à frente. 

 

O seu maior problema, é muito provavelmente a forma como muitas vezes desaparece do jogo. Não é muito constante durante os 90 minutos. Tanto pode estar 15 minutos onde o jogo é todo dele, tendo iniciativas individuais, procurando muita bola, como pode estar 20 minutos completamente alheado, sem se notar por ele. O seu físico franzino faz com que perca vários lances corpo a corpo. Apesar de ele conseguir muitas vezes equilibrar a balança com a sua agilidade e velocidade, penso que vai ter de crescer um pouco fisicamente. Muitas vezes também é lento a fazer a transição ofensiva. Se não estiver envolvido na jogada, demora a chegar ao ataque, assistindo ao lance de longe. Apesar de ser um jogador que faz a diferença do meio-campo para a frente, tem uma assinalável qualidade na transição defensiva e na reacção à perda da bola, mas aqui terá de melhorar ainda mais, visto aqui ter de defender ainda mais vezes. 

 

 

Um lance que pode demonstrar o que Cervi tem de melhor. Grande capacidade técnica e de progredir com a bola em velocidade. 

 

 

Mais um pouco da técnica e irreverência do jogador argentino. 

 

 

Aqui demonstrada a forma como ele é capaz de entregar a bola e depois perceber o momento em que deve entrar no espaço para desequilibrar. Muito bom também o passe de calcanhar a assistir o colega. 

 

 

Dois bons momentos defensivos de Franco Cervi. Como já disse, é na frente que ele desequilibra, mas não é jogador que não tente recuperar a bola e não ajude nas tarefas defensivas, apesar de ainda ter de melhorar.

 

 

A forma como gosta de vir ao meio para rematar.

 

 

A boa visão de jogo e qualidade de passe. 

 

 

É muito bom a conseguir sair de espaços curtos com bola.

 

 

Excelente desmarcação e depois muita classe na hora de finalizar.

 

 

Mesmo estando a jogar na ala, vemos aqui como gosta de vir ao meio para ter bola.

 

 

Forte e ágil no um para um.

 

  

Penso que foi uma boa contratação do Benfica. É um jogador que pode dar muito ao clube. Tem muito potencial para crescer, qualidades muito interessantes, e que podem fazer dele um jogador muito acima da média. Percebe-se a urgência em não perder o jogador para outros clubes. A cada jogo que faz o interesse seria sempre maior. Também acho que pelas suas características, irá ter algumas dificuldades para se adaptar ao futebol europeu, precisando de algum tempo para assimilar estes processos, que são bem diferentes dos praticados na Argentina. Vamos ver o que sai daqui, as indicações são positivas e espero que se confirmem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:59








Sobre nós

Do futebol ao hóquei, do basquetebol ao voleibol, uma visão livre, imparcial e plural do Sport Lisboa e Benfica.



Contacte-nos por e-mail


Licença Creative Commons


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D